A Adolescência e seus Conflitos

 

Na adolescência as alterações hormonais típicas da puberdade mudam a forma do adolescente pensar, sentir e agir. Nesta fase o adolescente fica com as emoções “a flor da pele” e isso pode ser um gerador de conflitos.

Tais problemas mentais podem levar a pessoa ao isolamento social, comportamento impulsivo e, até mesmo, tendência suicida. Nesse momento tão delicado, pais, os próprios adolescentes e educadores precisam aprender a lidar com essa fase conflituosa. Quer saber como? Confira as dicas!

 

  • Esteja aberto a mudanças: Um convívio saudável com o adolescente parte do princípio da aceitação das diferenças e respeito às mudanças que ocorrem nessa etapa.
  • Esteja próximo do adolescente: É comum que jovens se isolem e se distanciem das pessoas que mais o amam. Se isso ocorrer, é importante se aproximar e estreitar os laços com ele.
  • Tenha Diálogo: Evite longos sermões e prefira expressões que denotem que você quer realmente entende-lo. Ao perceber que está sendo ouvido, a reação do adolescente tende a mudar diante de suas respostas.
  • Estabeleça limites: Adolescentes, de modo geral, desejam privacidade e liberdade. É importante que, gradualmente, eles conquistem esses benefícios, no entanto, é imprescindível que limites sejam estabelecidos. 
  • Busque orientação de profissionais da saúde: Todos os problemas emocionais podem ser tratados com psicoterapia e, se necessário, medicação.

Os momentos juntos são fundamentais para fortalecer o vínculo e a relação de confiança entre pais e filhos. Afinal, hormônios podem estar a mil, mas carinho e diversão serão sempre bem vindos!

Redes sociais: @psicocamilagazzetta

 

imagem: https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/mulher
Siga-no e Compartilhe nossos Posts: